Propostas

 

Inserir o conceito de sustentabilidade em todas as atividades realizadas no âmbito do Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região, com base nos 5R's.:

Estimular a utilização racional de recursos públicos e a redução do consumo de material.

Envolver magistrados, servidores e o público atendido pela Justiça do Trabalho, por meio de campanhas educativas, que os levem a repensar hábitos de consumo e de descarte de resíduos; e que os levem a repensar sua postura, escolhas e decisões nas relações que estabelecem.

Estabelecer parcerias com associações de catadores de material reciclável visando à inserção social destes trabalhadores e destinação adequada dos resíduos.

Estruturar as varas do trabalho e as diretorias para que lancem mão de fontes renováveis de energia, além de materiais reutilizados, reciclados e/ou de fontes renováveis, conscientizando todos da função que desempenham na preservação do meio ambiente.

Sugerir ações e projetos que promovam a inclusão social dos cidadãos com deficiência que utilizam e trabalham nas dependências do TRT- 3ª Região.

Aplicar as orientações constantes do Manual de Compras Públicas Sustentáveis aprovado pela Resolução nº 103, de 25 de maio de 2012, do Conselho Superior da Justiça do Trabalho.

Elaborar e implantar o Plano de Logística Sustentável do TRT3, elaborado conforme disposto na Resolução nº 201, de 3 de março de 2015 do Conselho Nacional de Justiça.

Elaborar e acompanhar a evolução da Política de Responsabilidade Socioambiental do Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região, conforme disposto no Ato Conjunto CSJT.TST.GP nº 24/2014.